Newsletter

Cadastre-se e receba nossos boletins informativos



A campanha Ela Decide Seu Presente e Seu Futuro é a primeira ação da Aliança pela Saúde e Pelos Direitos Sexuais e Reprodutivos no Brasil
Pelo fim da violência contra a juventude negra no Brasil
Mundos Distantes - Relatório da Situação da População Mundial 2017

Publicação sobre migrações no Brasil, apoiada por UNFPA, é lançada em São Paulo

Tamanho da letra:

Evento de apresentação do Atlas Temático do Observatório das Migrações em São Paulo acontece nesta sexta-feira, 6, e conta com debate de especialistas e pesquisadores sobre cenário de migrações no Brasil

atlasUNFPA Brasil/Divulgação

Será lançado nesta sexta-feira, 6, em São Paulo, o Atlas Temático elaborado pelo Observatório das Migrações. O lançamento acontece na Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), junto a debate sobre migrações no Brasil. A publicação teve apoio do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), que também participa do evento.

O debate terá a participação dos pesquisadores Francisco Cos Montiel, da The United Nations University Institute on Globalization, Culture and Mobility (UNU-GCM), e Rosana Baeninger, do Núcleo de Estudo de População Elza Berquó, da Universidade Estadual de Campinas (Nepo/Unicamp).

O atlas foi elaborado por pesquisadores da Unicamp com apoio da FAPESP, do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e da Missão da Paz.

"A compreensão dos fluxos migratórios, dos perfis e das condições das pessoas migrantes é parte fundamental da garantia de direitos. As informações contidas no Atlas têm um grande potencial para instrumentalizar governos, sociedade civil e todos aqueles que trabalham com o tema, no desenvolvimento de ações, projetos ou políticas que visem a melhoria das condições de vida das pessoas", ressalta o assessor para População e Desenvolvimento do UNFPA Brasil, Vinícius Monteiro.

De acordo com a publicação, o Brasil registrou 870.926 imigrantes nos primeiros 15 anos do século XXI, originários de diversas regiões do mundo. Deste total, grande parte - 367.436 imigrantes - foram cadastrados no Estado de São Paulo. O estado registra imigrantes de 123 nacionalidades diferentes. O lançamento da publicação acontece em São Paulo um dia após a chegada de venezuelanos que estavam abrigados em Roraima e que passam por processo de interiorização.

O mapeamento feito no atlas aborda nacionalidades, perfis sociodemográficos e distribuição no mercado de trabalho com objetivo de fornecer informações e análises para embasar a elaboração de políticas públicas com foco na nova dinâmica populacional.

banner zica lateral

teste pequeno

banner programa de pais

banner materiais iniciativas

reducao