Newsletter

Cadastre-se e receba nossos boletins informativos



Jovens de Salvador promovem seus direitos com Mostra Cênica

Tamanho da letra:

Racismo, discriminação por orientação sexual, drogas e violência contra a mulher. Mostrar temas polêmicos como estes que circundam o dia-a-dia da população por meio do Teatro e da Dança não foi uma tarefa fácil para integrantes do projeto “Promovendo os Direitos de Jovens: Saúde Sexual e Reprodutiva em Salvador”, do UNFPA, o Fundo de População das Nações Unidas. Mas, após 15 ensaios e muita dedicação, o resultado final foi aplaudido de pé pelos mais de 50 espectadores que conferiram a Mostra Cênica realizada no domingo (10), em frente à escola Ruth Pacheco, no bairro Nova Sussuarana, em Salvador, Bahia.

Segundo a facilitadora e professora de teatro Catarina Lopes, que orientou os jovens e as jovens, a peça superou suas expectativas. “Foi difícil todo o processo por conta do tempo, as pessoas se dividirem entre escola e trabalho e afins. Porém, todos e todas abraçaram coletivamente. Conseguimos figurino e sonoplastia. Demos conta. Os jovens e as jovens ainda fizeram uma coreografia de dança que não estava planejada. Foi uma surpresa, fiquei muito feliz”.

Para Claudia Vasconcelos, consultora do UNFPA para o projeto, a participação dos familiares foi de extrema importância. “Além de ter ficado feliz com a dedicação das e dos jovens durante os ensaios e na distribuição de panfletos na comunidade, fiquei muito contente com a adesão das famílias. Estiveram presentes mães, avós, maridos, namorados, filhos, além da comunidade. Estou muito satisfeita com todo o resultado”, destacou.

O evento, que foi concebido para que as jovens e os jovens trabalhassem com a arte do improviso, já que as cenas foram ensaiadas mas as falas não, foram pensadas na hora, serviu ainda para tornar o “Promovendo os Direitos de Jovens” mais conhecido entre os moradores de Sussuarana, como afirmou Leonardo Sampaio, professor do grupo cultural “Flash Dance”. “A apresentação abordou diversos aspectos do cotidiano da população e trouxe as abordagens de uma maneira muito boa. Também achei bem interessante conhecer o projeto. Não imaginava que existisse uma ação dessa aqui em nosso bairro”.

* Por Midiã Noelle Santana  

banner zica lateral

teste pequeno

banner programa de pais

banner materiais iniciativas

reducao

unfpabrasil A luta da população negra por saúde é marcada por violências e injustiças. https://t.co/7xC3tBG5Hy
8hreplyretweetfavorite
unfpabrasil A campanha Livres & Iguais da @ONUBrasil recebeu o Prêmio Beijo Livre de Direitos Humanos LGBTs. Jaime Nadal, do UN… https://t.co/uab8XWTWjL
12hreplyretweetfavorite
unfpabrasil Cerimônia oficial homenageia os dois condecorados com o Prêmio de População das Nações Unidas de 2017. Ao vivo:… https://t.co/qUWsin5IuB