Newsletter

Cadastre-se e receba nossos boletins informativos



Política de população é fundamental para um desenvolvimento sustentável e pleno

Tamanho da letra:

conf regional cepal

                       O presidente do México e a secretária executiva da CEPAL durante abertura da segunda reunião                              da Conferência Regional sobre População e Desenvolvimento.

Cidade do México, México - Os países da América Latina e do Caribe têm o desafio de elaborar políticas públicas eficazes que ofereçam uma vida digna a todos os cidadãos, em consonância com a nova Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável, segundo destacaram o presidente do México, Enrique Peña Nieto, e a secretária executiva da Comissão Econômica para América Latina e Caribe (CEPAL), Alicia Bárcena, durante a abertura da segunda reunião da Conferência Regional sobre População e Desenvolvimento (CRPD).

O líder mexicano ressaltou que a política de população é fundamental para alcançar um desenvolvimento mais sustentável e pleno. "Conhecer a estrutura da população é indispensável para a formulação das políticas públicas", destacou durante a abertura, que aconteceu na Biblioteca do México José Vasconcelos.

Peña Nieto indicou que, como resultado dessas ações no México, o número médio de filhos por mulher diminuiu de 6,3 em 1975 para 2,2 na atualidade, enquanto a mortalidade materna reduziu de 105 mortes por cada 100,000 nascidos vivos para 38 falecimentos por dia.

Os países da região analisarão até o dia 09 de outubro na Cidade do México um guia para a implementação do Consenso de Montevidéu sobre População e Desenvolvimento, aprovado em 2013 durante a primeira reunião da Conferência no Uruguai. O documento consiste no acordo intergovernamental mais importante sobre população e desenvolvimento assinado até agora na região.

"Ao colocar o Consenso de Montevidéu em prática, a região poderá seguir fortalecendo suas políticas para população a fim de assegurar a cada indivíduo uma vida plena e com maiores oportunidades. Este encontro poder plantar as sementes que orientam as políticas públicas neste assunto. Não estamos em tempos fáceis, dada a desaceleração das economias, mas há muita vontade”, indicou o presidente.

"O Consenso aborda questões chave para a execução da Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável, aprovada no último dia 25 de setembro e que consiste um avanço civilizatório, pois é integral e coloca no centro das prioridades dos cidadãos a busca da igualdade", ressaltou a secretária executiva da CEPAL, Alicia Bárcena, que concordou que a situação econômica para os próximos anos não vai ser propícia a isso.

Em uma região com 635 milhões de habitantes, Alicia Bárcena incentivou os países a aproveitarem o bônus demográfico, pois possuem uma população de 164 milhões de crianças e 162 milhões de jovens; responder aos 70 milhões de idosos e 45 milhões de indígenas; e enfrentar os desafios da urbanização, uma vez que 80% da população vive em cidades.

Bárcena também pediu medidas para quebrar a reprodução da desigualdade e da pobreza, que ainda afeta 71 milhões de pessoas na América Latina. "O único número aceitável em extrema pobreza é zero", pontuou. Em termos de igualdade de gênero, a representante da CEPAL também chamou atenção para a autonomia das mulheres nas áreas físicas, econômicas e de tomada de decisão, e para romper o silêncio sobre este assunto.

A Secretária Executiva também destacou a parceria com o Fundo de População das Nações Unidas, o UNFPA. "O apoio valioso e contínuo foi fundamental no passado e certamente permanecerá assim no futuro, porque estamos unidos por um profundo compromisso com o Consenso de Montevidéu, o Programa de Ação do Cairo para além de 2014 e a nova Agenda 2030", disse.

Falaram também na abertura a secretária geral do Conselho Nacional de População (CONAPO) do México, Patricia Chemor, e a vice-ministra de Saúde Pública do Uruguai, Cristina Lustemberg, destacando que o Consenso de Montevidéu enfrenta três desigualdades - intergeracional, territorial e de gênero - e permite a integração da população ao desenvolvimento sustentável com igualdade e respeito aos direitos humanos.

A reunião, intitulada “As dinâmicas de população como eixo do desenvolvimento sustentável: a implementação do Consenso de Montevidéu sobre População e Desenvolvimento para a superação das desigualdades no contexto dos direitos humanos”, é organizada pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), o Governo de México, através do Conselho Nacional de População (CONAPO), e conta com o apoio do Fundo de População das Nações Unidas, o UNFPA.

As sessões de trabalho começam no dia 07 de outubro, com a escolha do México como presidente do Conselho de Administração da CRPD, que desde 2013 tem sido de responsabilidade do Uruguai. Posteriormente, serão apresentadas atividades realizadas durante o período de 2013-2015 e as perspectivas para o biênio 2015-2017, além de uma apresentação sobre o contexto sócio demográfico da América Latina e do Caribe.

O encontro, do qual participam representantes de governos, organizações internacionais e sociedade civil, terá oito painéis dedicados a analisar a contribuição do Guia Operacional para cada uma das áreas prioritárias do consenso de Montevidéu: a infância e a adolescência, envelhecimento, saúde sexual e reprodutiva , igualdade de gênero, migração, desigualdade territorial, povos indígenas e afrodescendentes.

A Conferência Regional sobre População e Desenvolvimento na América Latina e no Caribe é um órgão subsidiário da CEPAL e realiza suas reuniões a cada dois anos.

Mais informações:
Clique aqui para ver as fotos da abertura da segunda reunião da Conferência Regional sobre População e Desenvolvimento
Clique aqui para ver o vídeo da abertura da segunda reunião da Conferência Regional sobre População e Desenvolvimento
Site oficial da segunda reunião da Conferência Regional sobre População e Desenvolvimento: http://crpd.cepal.org/es
Matéria original em espanhol disponível em: http://goo.gl/0a1dda

 

banner zica lateral

teste pequeno

banner programa de pais

banner materiais iniciativas

reducao

unfpabrasil Você possui graduação nas áreas de saúde ou educação, ciências sociais ou humanas? Mais informações em:… https://t.co/sU0ScnRtEh
2hreplyretweetfavorite
unfpabrasil Existem vários tipos de métodos contraceptivos e todos são disponibilizados pelo SUS. Informe-se, ligue para DISQUE… https://t.co/Nu9qTj6NoV
23hreplyretweetfavorite