Newsletter

Cadastre-se e receba nossos boletins informativos



Municípios brasileiros que eliminarem transmissão do HIV de mãe para filho serão certificados

Tamanho da letra:

O Grupo Técnico (GT) de Certificação da Eliminação de Transmissão Vertical do HIV se reuniu na semana passada (1 e 2) a fim de avaliar os instrumentos que irão servir de norma para o processo de certificação da eliminação desse tipo de transmissão do HIV em municípios brasileiros. O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) faz parte do subgrupo de direitos humanos do GT.

Mãe filho

Adele Benzaken, diretora do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das ISTs, Aids e Hepatites Virais (DIAHV) do Ministério da Saúde, explicou que o processo de certificação estará disponível para municípios com mais de 100 mil habitantes. Aqueles que alcançarem a certificação da eliminação da transmissão vertical (de mãe para filho) do HIV serão anunciados no Congresso de HIV/Aids, que será realizado nos dias 26 a 29 de setembro, em Curitiba.

A diretora do DIAHV ressaltou que o comitê eleito para implementar o processo e o corpo técnico do departamento irão trabalhar intensamente para que alguns municípios recebam, do Ministério da Saúde, a certificação de eliminação da transmissão vertical do HIV até setembro. Benzaken esclareceu que existe uma iniciativa global, e também da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) na América Latina e Caribe, de validar os países que eliminaram a transmissão vertical da sífilis e do HIV.

A assistente de programa do UNFPA, Jennifer Gonçalves, comentou que é fundamental o engajamento dos municípios para que a certificação possa ser incorporada no Brasil.

Em relação a elaboração do relatório que será utilizado como parâmetro nos municípios, considerou-se importante que todos os participantes sejam ouvidos e, com base nisso, sejam feitas as adequações necessárias. O objetivo é que esse instrumento retrate, em detalhes, a situação local. “Essa avaliação por experts de cada uma das áreas faz com que melhore muito o estado de saúde do município”, disse Benzaken sobre o relatório.

As agências das Nações Unidas que participaram da reunião, além do UNFPA, foram UNICEF e UNAIDS. 

Para o próximo encontro, os integrantes do GT definiram os seguintes encaminhamentos: elaboração de tutorial para esclarecer os instrumentos que serão utilizados; definição do processo de operacionalização do projeto e adequação dos procedimentos metodológicos; finalização a proposta brasileira do processo; e formalização oficial do Grupo Técnico de Certificação de Eliminação da Transmissão Vertical do HIV.

Mãe filho

Com informações do DIAHV. Foto: Erick Dau.

banner zica lateral

teste pequeno

banner programa de pais

banner materiais iniciativas

reducao

unfpabrasil "Essa foi uma experiência muito saudável em que me tornei no homem que sou hoje" https://t.co/4E90iZrwwi https://t.co/lMNUB8mG70
9hreplyretweetfavorite
unfpabrasil Você sabia que 1 em cada 3 mulheres em todo o mundo já sofreu violência física ou sexual? #16diasdeativismohttps://t.co/lh6AMXHWL4
14hreplyretweetfavorite
unfpabrasil O secretário-geral da ONU alertou que a prática da #MGF nega a mulheres e meninas sua dignidade e saúde https://t.co/kbVL6LVbOW
17hreplyretweetfavorite