Newsletter

Cadastre-se e receba nossos boletins informativos



Projeto de Cooperação Sul-Sul na África dá os primeiros passos concretos

Tamanho da letra:

As capacitações no âmbito do projeto “Centros de Referência em Censos com Coleta Eletrônica de Dados na África” estão previstas para o final do ano de 2017. A decisão foi um dos resultados do encontro que reuniu, em Dacar (Senegal), representantes dos institutos de estatística do Senegal (ANSD) e de Cabo Verde (INECV), do IBGE, do UNFPA e representantes diplomáticos, entre os dias 2 e 5 de maio.

 

rsz comite dacarO Ministro encarregado de Negócios da embaixada do Brasil no Senegal, Alexandre Campello de Siquieira; o diretor da ANSD, Aboubacar Sédikh Beye; a Representante do UNFPA no Senegal, Andréa Wojnar Diagne; o vice-presidente do INECV, Celso Soares. Foto: Divulgação ANSD

 

Na abertura e nas apresentações feitas durante o evento já era possível identificar uma forte disposição entre os institutos de estatística no seguimento do projeto e realização das capacitações. Esta disposição se traduziu pelo cumprimento dos objetivos estabelecidos no encontro, como o planejamento das atividades previstas no projeto; houve também o alinhamento entre as instituições parceiras para a estratégia de habilitação dos institutos de estatística como centros de referência em censos com coleta eletrônica de dados visando a multiplicação das capacitações para os demais países do continente interessados.

 

Nessa primeira reunião do Comitê Gestor da iniciativa, foi decidido que as capacitações a serem empreendidas junto às equipes da Agência Nacional de Estatística e Demografia do Senegal (ANSD) e Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde (INECV) acontecerão entre os meses de novembro e dezembro deste ano. A estratégia é que sejam organizadas de maneira parcialmente simultânea, de modo a serem concluídas em apenas três semanas no total.


As equipes da ANSD e INECV, juntas, irão compartilhar os conhecimentos adquiridos com um país interessado em realizar o censo com coleta eletrônica de dados. Esta cooperação piloto acontecerá no primeiro semestre de 2018, contará com o apoio técnico do IBGE e será realizada em parceria com o UNFPA. Uma vez testada e validada a metodologia e a estratégia de compartilhamento, os Institutos irão ampliar o escopo da cooperação no continente.


Para um melhor alinhamento entre os países, foi decidida a criação de um comitê técnico. Ele será composto por representantes da ANSD, INECV, IBGE, ABC, UNFPA Senegal, UNFPA Cabo Verde e UNFPA Brasil com o objetivo de agilizar as ações do plano de trabalho até 2018, bem como definir o fluxo de comunicação a ser adotado.
A iniciativa de criação de centros de referência em censos tem como objetivo capacitar os institutos nacionais de estatística do Senegal e de Cabo Verde na utilização de tecnologias de coleta de dados, baseada na experiência do IBGE, de forma a torná-los centros de referência em censos.


A ANSD e o INECV, os dois institutos de estatística africanos envolvidos, afirmaram na conclusão do evento que é importante o engajamento junto a parceiros estratégicos, tanto do ponto de vista econômico quanto político. Assim, foi definido ainda que, após a realização das capacitações, no primeiro semestre de 2018, será realizado um evento para a divulgação da iniciativa junto aos países do continente africano e mobilização de possíveis parceiros para um melhor engajamento político e financiamento das ações subsequentes. Uma vez dotados de capacidade técnica, ANSD e INECV irão compartilhar o conhecimento adquirido com os demais países da região, apoiando a realização da rodada de censos nacionais prevista para ocorrer entre 2017 e 2024. A expectativa é que a cooperação possa beneficiar pelo menos 18 países do continente que têm previsão de realizar censos nos próximos anos.


Desde 2002, o UNFPA e o governo brasileiro desenvolvem uma parceria na área de Cooperação Sul-Sul, em um esforço para desenvolver e partilhar boas práticas numa perspectiva de aprendizagem horizontal e recíproca, visando atender as necessidades de desenvolvimento de países parceiros do Hemisfério Sul. “A cooperação Sul-Sul visa maximizar o compartilhamento de conhecimentos, a troca de experiências e boas práticas para atender as necessidades de países parceiros que compartilham desafios e experiências semelhantes”, explicou Alexandre Campello de Siqueira, O Ministro encarregado de Negócios da embaixada do Brasil no Senegal.

rsz img 1185

A reunião instaurou o comitê gestor do projeto, que realizou também sua primeira reunião em Dakar, Senegal. Foto: Divulgação ANSD

banner zica lateral

teste pequeno

banner programa de pais

banner materiais iniciativas

reducao

unfpabrasil "Juntos podemos melhorar a qualidade dos insumos de saúde para populações em situação de maior vulnerabilidade"… https://t.co/ITtXgiXo0Y
10mreplyretweetfavorite
unfpabrasil “É preciso considerar fortemente a população quando se fala em mudanças climáticas” - Jaime Nadal… https://t.co/JvU4KVKA6v
14hreplyretweetfavorite
unfpabrasil Veja a matéria completa do debate sobre política de drogas do Dia Internacional da Juventude -… https://t.co/PvlKVLWati
16hreplyretweetfavorite