Newsletter

Cadastre-se e receba nossos boletins informativos



ONU e rede de proteção se reúnem para discutir a violência contra grupos em situação de vulnerabilidade em Manaus

Tamanho da letra:

Mulheres, crianças, adolescentes, população LGBTI e pessoas refugiadas são os grupos mais fortemente atingidos pela violência na capital amazonense

EMD 2858 ErickDau

Mulheres, crianças, adolescentes, população LGBTI é tema de reunião em Manaus. (Foto: UNFPA Brasil/Erick Dau)

Entre 28 e 29 de agosto, será realizada, na Assembleia Legislativa do Amazonas, a primeira Oficina de Fortalecimento da Rede de Proteção à Vítima de Violência: Protegendo mulheres, crianças, adolescentes, LGBTIs e migrantes em Manaus. O evento é uma iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), em parceria com a Agência das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), o Governo do Estado do Amazonas e a Prefeitura de Manaus.

A Oficina tem como objetivo fortalecer a Rede de Proteção de Manaus, por meio do entendimento do papel de cada ator da rede e dos desafios e oportunidades que o atendimento às vítimas de violência apresenta nas áreas da saúde, assistência social, justiça e segurança pública. A Oficina é parte da Plataforma dos Centros Urbanos, estratégia desenvolvida pelo UNICEF e a gestão de Manaus para promover os direitos das crianças e dos adolescentes mais afetados pelas desigualdades intramunicipais.

Durante o evento, será realizada a construção de um fluxo de atendimento consolidado para casos de violência, que servirá para os atores da rede e também para sensibilizar as populações em situação de vulnerabilidade sobre como garantir a proteção e reparação de seus direitos. Participarão do evento profissionais das áreas da saúde, educação, assistência social, justiça e segurança pública, além de organizações da sociedade civil que compõem a rede de proteção da capital amazonense. Também será discutido como desenvolver, de forma articulada, as atividades do processo de interiorização de solicitantes de refúgio e migrantes vindos da Venezuela, uma das linhas de ações da Força Tarefa Humanitária em Roraima, apoiada pelo sistema ONU no Brasil.

O primeiro dia de evento contará com quatro painéis que visam estimular a crítica e a reflexão sobre o papel de cada ator na rede de proteção, o funcionamento dos serviços existentes e a atuação dos profissionais que atendem vítimas de violência. O segundo dia será destinado a trabalhos em grupo com os participantes, que deverão estudar casos específicos e propor as possibilidades de fluxo de atendimento para garantir a atenção integral à vítima que cada caso requer.
Sobre a Plataforma dos Centros Urbanos
A Plataforma dos Centros Urbanos (PCU) 2017-2020 é uma iniciativa do UNICEF para promover os direitos das crianças e dos adolescentes mais afetados pelas desigualdades intramunicipais em dez centros urbanos brasileiros. A iniciativa é realizada em cooperação com os governos municipais e estaduais, por meio da articulação de diferentes atores em torno de quatro agendas prioritárias comuns. Nos próximos anos, a PCU vai articular esforços para: reduzir os homicídios de adolescentes; superar a exclusão escolar; promover os direitos da primeira infância (0-6 anos); e promover os direitos sexuais e reprodutivos dos adolescentes. A iniciativa está em seu terceiro ciclo, chegando agora a dez capitais (Belém, Fortaleza, Manaus, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Luís, São Paulo e Vitória).

Sobre a interiorização
A interiorização é um processo voluntário que busca criar melhores condições de integração para os venezuelanos que estão vivendo no Brasil. O governo e a ONU articulam com municípios e entidades da sociedade civil interessados em acolher essas pessoas. Com a disponibilidade de vagas, solicitantes de refúgio e migrantes que queiram participar do processo são selecionados, passam por exame de saúde, regularizam documentação, são imunizados, abrigados na cidade de destino e acompanhados no abrigo, com realização de cursos profissionalizantes e de português.

Serviço
O quê: Oficina de Fortalecimento da Rede de Proteção à Vítima de Violência: protegendo mulheres, crianças, adolescentes, LGBTIs e refugiados em Manaus
Onde: Auditório Senador João Bosco, na Assembleia Legislativa do Amazonas.
Quando: 28 e 29 de agosto de 2018, das 8h às 18h.
Evento aberto. Não é necessária inscrição.

banner zica lateral

teste pequeno

banner programa de pais

banner materiais iniciativas

reducao