Newsletter

Cadastre-se e receba nossos boletins informativos



Estudo de caso da Mobilização Nacional Pró-Saúde da População Negra

Tamanho da letra:

capa mob negraO Estudo de Caso, solicitado pelo Programa Interagencial de Promoção da Igualdade de Gênero e Raça, tem por objetivo identificar e sistematizar boas práticas da Mobilização Nacional Pró-Saúde da População Negra, no intuito de que as atividades inovadoras realizadas no âmbito da iniciativa da sociedade civil possam informar tomadores de decisão, profissionais de saúde e ativistas, para garantir que as ações de comunicação e incidência política sejam mantidas. O estudo de caso analisa o período de 2009 a 2011 e foi realizado no período de junho a julho de 2012. Download

População

Tamanho da letra:

Nos últimos 50 anos, o número de habitantes do mundo mais que duplicou, passando de 2 bilhões e 500 mil em 1950 e atingindo 7 bilhões em 2011. Ainda que, na maioria dos países, as taxas de natalidade estejam descrescendo, a população mundial segue aumentando e, segundo se prevê, chegará a 8 bilhões e 900 mil pessoas até 2050.

Os fatores populacionais afetam todos os aspectos do desenvolvimento sustentável, incluindo pobreza, urbanização, HIV/aids, envelhecimento, segurança do meio-ambiente, migração, questões de gênero e de saúde reprodutiva. O UNFPA colabora com os encarregados de tomar decisões a fim de evidenciar tais conexões e incluir estes temas em seus planos e políticas nacionais.

Ao longo dos anos, o UNFPA tem ajudado dezenas de países a realizar seus primeiros censos e a aprimorar sua própria capacidade para compilar e analisar dados.

unfpabrasil "Essa foi uma experiência muito saudável em que me tornei no homem que sou hoje" https://t.co/4E90iZrwwi https://t.co/lMNUB8mG70
9hreplyretweetfavorite
unfpabrasil Você sabia que 1 em cada 3 mulheres em todo o mundo já sofreu violência física ou sexual? #16diasdeativismohttps://t.co/lh6AMXHWL4
14hreplyretweetfavorite
unfpabrasil O secretário-geral da ONU alertou que a prática da #MGF nega a mulheres e meninas sua dignidade e saúde https://t.co/kbVL6LVbOW
17hreplyretweetfavorite